Rock N' Roll

Posted by Grupo Web de Comunicação on 14:06 with No comments
1990|1999
A década começou com apenas uma novidade: a MTV Brasil, em 1990. E o primeiro "grande grupo" da década foram os mineiros


Skank, que misturavam rock e reggae.


 Ao longo da década, outros grupos mineiros surgiriam, como Pato Fu, 


Jota Quest


Tianastacia.

Em 1994, surgiu em Recife o movimento Mangue beat, liderados por Chico Science & Nação Zumbi e Mundo Livre S/A. O movimento misturava percussão nordestina a guitarras pesadas, conquistando a crítica.


Chico Science e Estação Zumbi.

Mundo Novo: Entre 94 e 95 surgiram dois grupos bem-sucedidos pelo humor:

os brasilienses Raimundos (94), com o ritmo forrocore" (forró+hardcoe) 

e os guarulhenses Mamonas Assassinas (95), parodiando do heavy metal ao sertanejo, que chegaram a fazer 3 shows por dia e venderam 2,6 milhão de cópias.

Alguns rappers tiveram ligação íntima com o rock, 

como Gabriel o Pensador, 

o Planet Hemp

o Pavilhão 9.

O Sepultura, banda dos anos 80,  teve um crescimento de popularidade nos anos 90, culminando no álbum Roots, que fez da banda uma das principais do heavy metal mundial na época e lhes rendeu razoável exposição no mainstream. Pouco tempo depois, Max Cavalera, membro fundador e frontman, saiu da banda, dando lugar a Derrick Green.

Seguindo o caminho do Sepultura, o Angra também gravou músicas em inglês, misturando power metal com ritmos tipicamente brasileiros. A banda alcançou sucesso na cena heavy metal brasileira e reconhecimento mundial, sendo muito bem recebidos na França e, principalmente, Japão.

Outros destaques são O Rappa, também reggae/rock;

 Charlie Brown Jr., um "skate punk" com vocais rap; 

Cássia Eller, com um repertório de Cazuza e Renato Russo; 

e Los Hermanos, que surgiram com "Anna Júlia", canção pop que não combinava com a imagem intelectual da banda.

Outro fato da década é que todas as bandas do "quarteto sagrado" (exceto a Legião) tiveram de se reinventar para reconquistar audiência: 


os Paralamas, depois de uma fase experimental, voltaram às paradas com Vamo Batê Lata (95); o Barão Vermelho, com o semi-eletrônico Puro Êxtase(98); e os Titãs, com seu Acústico MTV (97). 

Depois de um tempinho, surgiram Wilson Sideral 

e Flávio Landau (ambos irmãos de Rogério Flausino vocalista do Jota Quest); Wilson Sideral emplacou nas rádios brasileiras o seu primeiro sucesso que foi a faixa "Não pode parar", e depois de um tempo foi "Zero a zero".

O Rock brasileiro sempre foi e ainda é representado por uma galera dos quatro cantos do país, invadem no bom sentido, o começo do novo século, com muita mistura musical e estilos diferentes, e alguns até retrô na música e na maneira de se vestir.
Essa conversa teremos na próxima matéria: Século XXI e a Música. Espero que tenham gostado e se esqueci de alguma banda é só enviar um email que a gente conserta o ato falho.ok

By: Paula Hernandes
Reações:
Categories: