Minha vibe minha língua?

Posted by Grupo Web de Comunicação on 00:36 with No comments
Que o português não é exatamente o mais simples dos idiomas todo mundo sabe. Não bastasse isso, quando menos esperamos vem uma nova reforma ortográfica para desfazer várias regrinhas que levamos anos para aprender. 


Em especial para quem não tem na sua rotina o hábito de escrever com frequência, fazendo com que o emprego de certas expressões e palavras não seja praticado. Já a oralidade é muito mais informal, e nela acabamos utilizando muitos vícios de linguagem que não são exatamente corretos mas que são mais bem aceitos como parte dessa informalidade. Todo mundo se entende. Mas se você não quer correr o risco de sair escrevendo errado por aí, fique atento a alguns deslizes comuns que muita gente não sabe que comete. A língua portuguesa é cheia de cascas de banana…


– MEIO-DIA E MEIO está errado. O correto é meio-dia e meia, pois é metade de uma hora, então o advérbio tem concordância no feminino. Do mesmo jeito que se fala uma hora e meia, se usa meio-dia e meia.




– ENTREGUE EM MÃOS está errado. O correto é entregue em mão. Ex.: está carta deve ser entregue em mão. Ninguém fala que ficou de “de pés” ou que escreve “a mãos”, correto? O plural também não deve ser empregado aqui. É assim também que se lê a abreviatura E.M.
– ENTREGA A DOMICÍLIO está errado. A forma certa é entrega em domicílio. Pois quem entrega algo, entrega EM algum lugar e não A algum lugar.
– O ÓCULOS está errado. A forma certa é os óculos. Nesse caso, a concordância é sempre feita no plural. Da mesma forma que “meus parabéns” e a “as férias”, a palavra óculos não se adequa em nenhum caso ao singular.
– SABER “MAIORES INFORMAÇÕES” está errado. Empregar frases como “clique aqui para saber maiores informações” é um erro bastante grave. 




O adjetivo “maior” é comparativo e não se adequa a esse caso. O correto seria dizer para mais informações ou outras informações.
– ALUGA-SE APARTAMENTOS está errado. O correto é alugam-se apartamentos, pois o verbo deve concordar com o sujeito da oração (apartamentos) que está no plural.
– DIZER QUE FULANO “INTERVIU” NA BRIGA está errado. O correto seria dizer que fulano interveio. O verbo intervir é derivado do verbo vir, e os verbos compostos devem seguir a mesma linha de conjugação dos verbos simples.



– REDUNDÂNCIAS: embora as redundâncias possam ter em determinados momentos uma função proposital de dar mais ênfase a uma certa sentença, quase sempre o emprego é completamente desnecessário e pode dar a impressão que o locutor não possui compreensão do sentido da expressão que está utilizando. 
Então evite expressões como “encarar de frente” (não se encara de costas), “na minha opinião pessoal” (se é opinião, é pessoal), “planejar antecipadamente” (o ato de planejar indica antecedência), “multidão de pessoas” (multidão é um substantivo coletivo específico para pessoas. não existe multidão de cachorros ou de peixes) ou “repetir de novo” (que dispensa explicação).
Fonte: http://portaltagit.ne10.uol.com.br/
By Camila Gusmão
Reações: